Geral

Centrais sindicais fazem ato contra Reforma da Previdência

Com objetivo de barrar a proposta de reforma da Previdência apresentada pelo governo Bolsonaro, as Centrais sindicais CUT, CTB, CSP Conlutas, Intersindical e sindicatos de diversas categorias realizam, na sexta-feira (22/03), manifestação em "Defesa da Previdência Pública e Contra o Fim da Aposentadoria". O ato público acontece a partir das 8h, com concentração em frente ao prédio da Previdência Social, no Centro de Teresina.

O presidente da CUT Piauí, Paulo Bezerra, ressalta que a mobilização debate muitas pautas em defesa do trabalhador, mas a principal é a reforma da Previdência. A manifestação é uma mobilização nacional.

“Estarmos nas ruas no dia 22 é fundamental para buscar reverter e reprovar a reforma. A população precisa está ciente de que esse prejuízo é irreparável e quem pode barrar isso no Congresso são os parlamentares. A população pode fazer uma abordagem direta aos parlamentares, dizendo que não queremos essa reforma. O Governo federal não apresentou nenhuma proposta de combate ao desemprego, nem de melhoria para a educação, nem saúde. Nada que se refira ao desenvolvimento econômico e social. A conscientização da população tem que ser feita por nós, temos que estar nas ruas para combater as propostas de retrocesso”, afirma Paulo Bezerra, presidente da CUT Piauí.

Fonte: Ascom